asf@web

Tecnologia, Informação e Expressão

Linux Timeline (Parte 1)

leave a comment »


A Linux Journal celebrou sua centésima edição em 2002 com a publicação do material intitulado Linux Timeline – 100 of the most significant events in Linux history.

Para 2006, com a proximidade da edição de número 150, eles planejam publicar a compilação dos eventos ocorridos no período que vai de 2002 à 2006.

Enquanto aguardamos que isso aconteça eu aproveito para compartilhar com todos a compilação incial (traduzida para português).

Para alguns será momento para relembrar, para outros uma oportunidade para conhecer um pouco mais da história desse incrível sistema:

Setembro de 1991
Versão 0.01 do Linux é lançada e colocada na Internet.

Abril de 1992
O primeiro newsgroup do Linux, comp.os.linux é proposto e iniciado por Ari Lemmke.

Outubro de 1992
Peter MacDonald anuncia o SLS, a primeira instalação standalone do Linux. Pelo menos 10MB de espaço em disco era recomendado.

Junho de 1993
Slackware, de Patrick Volkerding, torna-se a primeira distribuição comercial standalone e rapidamente torna-se popular na comunidade Linux.

Agosto de 1993
Linux Installation and Getting Started de Matt Welsh’s, versão 1 é lançado. Este foi o primeiro livro sobre Linux.

Março de 1994
A primeira edição da Linux Journal é publicada. Nessa edição uma entrevista com Linus Torvalds e artigos escritos por Phil Hughes, Robert “Bob” Young, Michael K. Johnson, Arnold Robbins, Matt Welsh, Ian A. Murdock, Frank B. Brokken, K. Kubat, Micahel Kraehe and Bernie Thompson. Como anunciantes da edição inaugural estavam Algorithms Inc., Amtec Engineering, Basmark, Fintronic (que depois se tornaria VA Research, VA Linux Systems, depois…), Infomagic, Prime Time Freeware, Promox, Signum Support, SSC, Trans Ameritech, USENIX, Windsor Tech and Yggdrasil.
Linux 1.0 é lançado.

Junho de 1994
Em uma conferência em New Orleans, Jon “maddog”’ Hall persuadiria Linus a portar o Linux para o processador de 64 bits DEC Alpha. Menos de duas semanas depois, “maddog” também persuadiu a DEC a financiar o projeto. Uma estação de trabalho Alpha foi imediatamente enviada para Linus. “Digital [DEC] e a comunidade Linux formaram a primeira associação de sucesso entre suits (caras de terno) e geeks Linux trabalhando em conjunto”, disse “maddog”.
Linux International, uma organização sem fins lucrativos, é fundada por Jon ”maddog”’ Hall. Linux International viria a se tornar uma das maiores contribuidoras para o sucesso do Linux, ajudando corporações dentre outros trabalhos em torno da promoção do sistema operacional Linux.

Agosto de 1994
Disputa pela marca Linux: o Linux está registrado? William R. Della Croce, Jr. solicita o registro da marca “Linux” em 15 de agosto de 1994, e o registro é obtido em setembro. Della Croce sem nenhum envolvimento anterior conhecido com a comunidade Linux envia cartas a proeminentes empresas de Linux demandando por dinheiro pelo uso da marca registrada “Linux”. Um processo é movido em 1996 contra Della Croce. Como reclamantes no processo estavam Linus Torvalds; Specialized Systems Consultants, Inc. (que publicava a Linux Journal); Yggdrasil Computing, Inc.; Linux International; e WorkGroup Solutions (também conhecida como LinuxMall). Os reclamantes venceram e em 1997 através das solicitações de todos os peticionantes e usuários do Linux a marca é concedida a Linus Torvalds.

Setembro de 1994
Linux é mencionado pela primeira vez na imprensa não especializada. A revista Wired publica artigo intitulado “Kernel Kid”’, por Seth Rosenthal. Ele escreve: “Então, Linus será o Bill Gates da Finlândia? Talvez não. Ele afirma ‘não ser de forma alguma bom aluno’ e que não tem pressa de se graduar desde que ‘o Linux tem ocupado todo o tempo de meus estudos, e eu gosto do trabalho que tenho na universidade que me mantém vivo’.”
Randolph Bentson relata sobre o primeiro driver de dispositivo suportado por um fornecedor em uma edição do Linux Journal. Cyclades deu a ele um cartão multiserial em troca do desenvolvimento de um driver para Linux.

Dezembro de 1994
Uma grande feira e conferência toma conhecimento do Linux. Open Systems World apresenta uma jornada sobre Linux, proporcionada pelo Linux Journal. Dois dias de seminários incluem Eric Youngdale, Donald Becker, Dirk Hohndel, Phil Hughes, Michael K. Johnson and David Wexelblat como palestrantes.

Abril de 1995
Linux Expo, o primeiro evento e série de conferências sobre Linux é lançado graças ao pessoal da North Carolina State University e em particular, Donnie Barnes. Palestrantes incluem Marc Ewing, Rik Faith and Michael K. Johnson, dentre outros. Linux Expo como uma bola de neve se transforma no mais popular e mais frequentado evento anual de Linux pelos próximos vários anos (após três anos a Red Hat passa a participar da organização do vento e torna-se o principal patrocinador). O preço do ingresso para a feira e conferências? $4.

Janeiro de 1997
Primeiro “vírus para Linux” é descoberto. Chamado de Bliss, na verdade funciona em qualquer SO UNIX-like e oferece uma útil opção de linha de comando “bliss-uninfect-files-please”. Alan Cox indica que o Bliss “não contorna a segurança do sistema, ele apoia-se nos privilégios de usuários que podem fazer apenas coisas bobas” e lembra aos usuários que procurem instalar softwares assinados digitalmente e somente de fontes confiáveis, e que verifiquem as assinaturas antes de instalar.

“Na verdade provavelmente é fácil escrever um vírus para Linux por que ele é open source e o código está disponível. Então veremos mais vírus para Linux a medida que o SO torne-se mais comum e popular.” — Pensamento e desejo da McAfee

Janeiro de 1998
Linux Weekly News começa a publicar tendo Jonathan Corbet e Elizabeth Coolbaugh como fundadores. A primeira edição, datada de 22 janeiro, seria apenas uma pequena amostra do que a LWN se tornaria.

Netscape anuncia que vai liberar o código fonte do seu navegador sob uma licença de software livre. Este é certamente um dos mais importantes eventos desse ano; ele abriu muitos olhos para o que o Linux e o software livre poderiam proporcionar.

O Red Hat Advanced Development Labs (RHAD) é fundado. Ele torna-se então um dos lugares de alto nível onde as pessoas são pagas para desenvolver software livre e um importante elemento para o projeto GNOME. RHAD foi capaz de atrair desenvolvedores como “Rasterman” (entretanto apenas por um curto período) e Federico Mena-Quintero.

Fevereiro de 1998
The Cobalt Qube é anunciado e imediatamente se torna assunto preferido das publicações sobre negócios graças a sua alta performance, baixo preço e formas atraentes. O projeto do Cobalt Linux é feito por ninguém menos que David Miller, e a origem de muitas destas vantagens está justamente no kernel do Linux.

A comunidade de usuários do Linux recebe o premiação de Suporte Técnico da InfoWorld; Red Hat 5.0 também vence como Sistema Operacional. Mas é a premiação do Suporte Técnico que realmente chama a atenção e abre alguns olhos; todo mundo costumava dizer que Linux não possuia suporte técnico. Aquele foi o começo do fim do argumento do “não possui suporte”.

Eric Raymond e amigos aparecem com o termo “open source”’. Ele o posicionam com o status de marca registrada e iniciam o web site opensource.org. Começa então o esforço formal de promover o Linux para uso corporativo.

Março de 1998
Representante dos consumidores Ralph Nader pede aos grandes fabricantes de PC (Dell, Gateway, Micron, etc.) que passem a oferecer também sistemas não-Microsoft, inclusive máquinas com o Linux instalado.

Abril de 1998
Linux é assunto de noticiário da US National Public Radio, tornando-se uma de suas primeiras aparições no mainstream, na emprensa não-técnica.

O’Reilly promove o “primeiro de todos” os Free Software Summit, contando com Larry Wall, Brian Behlendorf, Linus Torvalds, Guido van Rossum, Eric Allman, Phil Zimmermann, Eric Raymond e Paul Vixie.

Maio de 1998
Surge o mecanismo de busca Google. Ele não é apenas um dos melhores mecanismos disponíveis, ele é baseado em Linux e oferece uma página de pesquisa espeçifica para o sistema.

Os grandes bancos de dados começam a chegar. O suporte a Linux é anunciado pela Computer Associates para o seu Ingres e pela Ardent Software para o seu O2 orientado a objetos.

Junho de 1998
“Como muitos outros produtos gratúitos você consegue uma legião de seguidores, mesmo que essa legião seja pequena. Eu nunca ouvi qualquer cliente nosso mencionar algo sobre Linux” — Bill Gates, PC Week, 25 de junho de 1998.

“… esse sistema operacional não será utilizado largamente em aplicações comercias pelos próximos três anos, nem mesmo será suportado por desenvolvedores de aplicações” — The Gartner Group informa que há poucas esperanças para o software livre.

Um estudo da Datapro surge mostrando que o Linux possui o mais alto nível de satisfação de seus usuários do que qualquer outro sistema; ele também mostra que o Linux é o único sistema além do Microsoft Windows NT que está expandindo sua participação no mercado.

IBM anuncia que distribuirá e suportará o servidor web Apache após fechar um acordo com o time do Apache.

Julho de 1998
Inicia a guerra pelo desktop após defensores do KDE e Gnome trocarem farpas. Linus toma partido ao dizer que o KDE funciona para ele. Nesse contexto o KDE 1.0 é lançado. O primeiro release estável do K Desktop Environment prova-se popular a despeito daqueles que não se agradam da licença da biblioteca Qt.

Informix lança software para Linux discretamente. Então a Oracle contra-ataca com uma nota aberta à impresa informando primeiro que é apoiadora do Linux e que em breve estará oferecendo suporte a ele em seus produtos. A Oracle promete uma versão de testes disponível até o final de 1998, o prazo é superado por meses de antecedência.

Esse certamente será um importante teste para o sucesso do Linux a longo prazo; os anúncios da Informix e da Oracle despertam enorme antenção para o sistema.
Informix então anuncia suporte ao Linux imediatamente após a Oracle. Em seguida Sybase também anuncia suporte ao Linux.

Linus aparece na capa da revista Forbes. Uma longa matéria apresenta o Linux de uma forma muito positiva e atrai para o sistema a atenção de muitas pessoas que nunca tinha ouvido falar sobre ele. O Linux começa a transforma-se em assunto frequente.

Setembro de 1998
LinuxToday.com é lançado por Dave Whitinger e Dwight Johnson. O site, porteriormente adquirido pelo Internet.com, torna-se então o mais lido e visitado portal sobre Linux de todos os tempos.

Steve Ballmer da Microsoft admite que eles estão “preocupados” com o software livre e sugere disponibilizar parte do código-fonte do Windows NT para desenvolvedores. No mesmo mês a Microsoft lista oficialmente o Linux como um competidor ameaçador na edição anual do SEC (US Securities and Exchange Commission). Surgem especulações de que sua real intenção com o anúncio é de tirar proveito próprio para o julgamento do caso antitruste que está para acontecer.

Outubro de 1998
“Por enquanto a empresa de Redmond, Washington, parece grata com o surgimento da competição com o Linux, vendo isso como uma oportunidade para tentar demonstrar facilmente no julgamento antitruste marcado para 15 de outubro, que o Windows não é um monopólio. Mas esta pode ser uma visão de curto alcance. No longo prazo, Linux e outros programas open source poderão causar muitas perdas para o Sr. Gates!” — The Economist, 3 de outubro de 1998.

Intel e Netsacape (e duas outras empresas de capital de risco) anunciam um pequeno investimento para o software da Red Hat. O dinheiro deverá ser usado para construir uma divisão de suporte corporativo para a Red Hat. Uma quantidade inacreditável de manchetes na mídia é produzida sobre isso, um acontecimento visto como um endosso ao Linux pelo mundo dos negócios.

Corel anuncia que o WordPerfect 8 para Linux poderá ser baixado de graça para “uso pessoal”. Também anuncia de uma parceria com a Red Hat para fornecer Linux para o Netwinder.

Outubro de 1998
Um memorando confidencial da Microsoft sobre a estratégia de Redmond contra Linux e o Open Source vaza e chega às mãos de Eric S. Raymond. Raymond, adiciona seus próprios comentários e o libera para a imprensa nacional no final de semana do Halloween. Por causa de toda a repercussão na imprensa a Microsoft é forçada a reconhecer a autenticidade do agora conhecido como infame Documento do Halloween. Esta é a primeira vez que ouve-se da própria Microsoft que o Linux representa dura competição.

Dezembro de 1998
Um relatório do IDC diz que a adoção do Linux cresceu mais do 200% em 1998, e que seu market share cresceu mais do que 150%. Linux atinge 17% de market share e cresce a taxas não acompanhadas por nenhum outro sistema no mercado.

(continua…)

Original: Linux Timeline

Written by @antoniofonseca

segunda-feira, 18 setembro, 2006 às 12:00 am

Publicado em Info

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: